Lata de lixo de Final de Ano- reflexões

A cada quinze dias, quando fico em companhia de mim mesma e de meu gato Bruce, aproveito para colocar as coisas em ordem: um serviço doméstico, uma compra importante, um cuidado comigo mesma ou uma visita.
Esta semana toda foi de resolver pendências e jogar lixo fora – todo tipo de lixo, entenda-se.
Documentações que estavam travadas, exames médicos que eu estava me devendo, um aperto em uma camisa que há meses prometia fazer, livros que havia prometido doar, biscoitos que precisava fazer, etc, etc, etc.
Ao mesmo tempo, coloquei na minha “agenda-geladeira” todos os compromissos e com que imensa satisfação estou retirando um a um os papeizinhos, a medida que estão sendo cumpridos.
Pode não parecer, mas uma boa maneira de tirarmos o peso da cabeça e das costas é colocar os compromissos em bilhetes, afixados em local bem visível, e ir riscando ou rasgando, a medida que eles acontecem.
É como um ato de “magia”: nossa cabeça vê aquilo que está representado graficamente como algo “concreto” e pára de mandar mensagens bruxas ao nosso corpo. As preocupações não são eliminadas de todo, mas minimizam os acessos de ansiedade e de “eu tenho que fazer…”, deixando você mais leve para ver as coisas com clareza.
Resolver pendências no final de ano é o mesmo que colocar o lixo para fora. Sem cair na tentação de “reciclar” nada, por favor.
Acho que cumpri pelo menos 80% do que havia me prometido no final do ano passado, nada mal para uma ansiosa cinco cruzes como eu.
Algumas coisas ficaram por fazer, eu sei, mas dependeram única e exclusivamente de minha saúde física. O que dependeu de força de vontade, eu alcancei. Então, paciência com a primeira e parabéns pela segunda.
Espero que não volte a “juntar mais lixo” no próximo ano e que o despejo deste, quando acumular, seja contínuo e tranquilo, sem impulsividade. Tenho algum tempo, ainda, para resolver muitas pendências e só peço perseverança e coragem para esta tarefa.
Que eu seja menos “preguiçosa”, menos “ranheta”, mais saudável em todos os sentidos.
E que vocês continuem comigo nesta jornada, meus bons amigos.
Amigos não podem ser descartados nem reciclados: são o ouro de nossa vida.
Boa semana a todos.

Anúncios

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s