Um bolo simples, com cara de festa.

novembro13 019
A professora de minha filha faz aniversário nesta primeira semana de novembro e as meninas da sala me pediram para fazer um bolinho de aniversário.
Para não errar, fiz um bolo simples, mas sem leite, pois a Carolzinha é alérgica à lactose. Para brincar um pouco, separei a massa em 3 partes e as colori com corante alimentício (por favor, não usem o termo anilina, pois anilina não é para alimentos, ok?). Se você ainda não fez esta brincadeira, está na hora de começar: numa forma redonda, já untada e enfarinhada (eu gosto de forrar com papel manteiga, pois tira o bolo muito mais fácil), você despeja bem devagarinho a primeira massa colorida bem no centro (vai formar um pequeno círculo de massa, que não preenche a forma); em seguida, com muito cuidado, despeje devagar a segunda cor no centro da primeira massa (o que vai acontecer é que a primeira cor vai ser empurrada para fora); em seguida, também com cuidado, despeje devagar a terceira cor no centro da segunda. Você pode colocar quantas cores quiser, bastando para isso separar as quantidades de massa, colorir e ir despejando, sempre do centro da forma. A primeira cor será a de fora e sucessivamente, entendeu? No dia em que as meninas vieram dormir aqui em casa, eu fiz um bolo com suco de maçã e ficou muito gostoso e todo colorido.
Faça o seu bolo simples, aquele seu que sempre dá certo. Asse pelo tempo que você está acostumada(o), deixe esfriar, parta ao meio, recheie com doce de leite ou geléia ou outro recheio e cubra com a outra parte do bolo.
Apare as bordas para não haver falhas na cobertura. O pessoal costuma usar cobertura de manteiga com açúcar de confeiteiro (a mesma medida em peso), para cobrir o bolo, levando-o à geladeira. Eu passei geléia de goiaba apenas, pois o bolo estava “relativamente nivelado”. A geléia ajuda a cobertura de pasta americana a grudar.
Usei 800 g de pasta americana da Arcor, extra macia, branca. É pronta para usar, bastando amassar um pouco para dar o ponto de abrir, o que é feito em uma superfície polvilhada com açúcar de confeiteiro ou mesmo amido de milho. Abra com um rolo um círculo que seja o suficiente para cobrir o topo e as bordas laterais do seu bolo já recheado e preparado com geleia (ou pasta de manteiga com açúcar), na espessura de meio centímetro (0,5 cm) mais ou menos. Com cuidado, coloque o círculo de pasta americana no bolo e vá ajeitando as laterais com as mãos, suavemente para não quebrar a massa. Corte as sobras de pasta com uma carretilha ou uma faca afiada, reservando-as para fazer outros enfeites. Quem é confeiteiro profissional tem uma “plaina” (parecida com a de pedreiro assentar azulejos), com a qual vai alisando a superfície do bolo, mas pode ser feito com uma espátula grande.
Com as sobras de pasta americana a gente pode dar acabamentos na base, como cordões, feitos com 2 minhoquinhas entrelaçadas.
Fiz cinco flores para colocar nas laterais e 16 florezinhas para o topo do bolo, as quais representam os 16 alunos da Professora Carla do 5.º ano.Foram colocadas no bolo com um pouquinho de água na massa, mas existe a “cola” para pasta americana.
Improvisado o bolo, foi levado à escola, escondido da professora e as meninas, fingindo que esqueceram do aniversário dela, esperaram a professora sair para lavar as mãos na hora do lanche e correram desesperadas para arrumar a sala com bexigas e enfeites de papel. Ao entrar na sala, um dos pais começou a tocar violão e as meninas cantaram para ela, que se emocionou muito.
novembro13 021
O detalhe das florezinhas, feitas com 5 círculos recortados com um copinho de licor: parte-se os círculos ao meio, amasse as bordas com a ponta dos dedos ou com um boleador e enrole as camadas das “pétalas”, alternando a posição das mesmas. Se a pasta estiver molinha não é necessário “colar” as pétalas,mas se estiver mais firme, é melhor colocar.
novembro13 023
Se você gostar do efeito de dourado (como louça antiga), dissolva uma pitada de corante dourado em algumas gotas de essência e pincele sobre a superfície que desejar, como uma pintura.
novembro13 018
Um simples bolinho, mas com cara de festa.
1452199_541390959280674_118387972_n

Anúncios

2 respostas em “Um bolo simples, com cara de festa.

    • É simples. Mesmo eu, que não sou boleira profissional, consegui fazer e tenho certeza que outras pessoas também curiosas não terão dificuldade. Afinal, o melhor é simplificar as coisas, não é? Bjs!

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s