Pentecostes – 19 de maio de 2013

maio2013 119

Embora eu não seja batizada na religião católica, sou cristã a meu modo e acompanho as datas, tentando entendê-las a partir do material de vivências que adquiri com meus amigos das diversas religiões.

Sei que poderíamos interpretar o Pentecostes sob vários pontos de vista, filosofias ou religiões e como referência deixo o texto simples que encontrei na Wikipédia:

“Pentecostes (em grego antigo: πεντηκοστή [ἡμέρα], pentekostē [hēmera], “o quinquagésimo dia” é uma das celebraçőes importantes do calendário cristão, e comemora a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos de Jesus Cristo. O Pentecostes é celebrado 50 dias depois do domingo de Páscoa. O dia de Pentecostes ocorre no sétimo dia depois do dia da Ascensão de Jesus. Isto porque Ele ficou quarenta dias após a ressurreição dando os últimos ensinamentos a seus discípulos, somando aos três dias em que ficou na sepultura somam quarenta e três dias, para os cinquenta dias que se completam da páscoa até o último dia da grande festa de Pentecostes, sobram sete dias; e foram estes os dias em que os discípulos permaneceram no cenáculo até a descida do Espírito Santo no dia de Pentencostes.

Pentecostes é histórica e simbolicamente ligado ao festival judaico da colheita, que comemora a entrega dos Dez mandamentos no Monte Sinai cinquenta dias depois do Êxodo. Para os cristāos, o Pentecostes celebra a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos e seguidores de Cristo, através do dom de línguas, como descrito no Novo Testamento, durante aquela celebração judaica do quinquagésimo dia em Jerusalém. Por esta razão o dia de Pentecostes é às vezes considerado o dia do nascimento da igreja. O movimento pentecostal tem seu nome derivado desse evento.”

Com muito carinho, aceitei uma tarefa de minha nova prô, a Carla, que me pediu auxílio na elaboração de um “Divino” para a sala de aula. Foi uma coisa de improvisação e pá-pá-pum!, primeiro tentando encontrar os pombinhos aqui em SP (ficou difícil na última hora), mas estes são abundantes na região de São Luiz do Paraitinga (SP) e Cunha(SP), não aqui na capital. Então, improvisei um molde e reproduzi 22 pombinhos em feltro, os quais a prô Carla fixou no enfeite, feito de CD e fuxico.

maio2013 109

peças em feltro

maio2013 110

peças já costuradas, sem detalhes

maio2013 114

biquinhos, pezinhos e olhinhos…

maio2013 111

maio2013 113

maio2013 115

maio2013 116

Enfeite da prô Carla, já na minha porta.

Neste ano de 2013 o Pentecostes será celebrado no domingo 19 de maio.

Anúncios

Lembrancinhas de feltro – docinhos

Improvisei algumas lembrancinhas de aniversário,imitando docinhos de festa (beijinhos e brigadeiros).

Nada de novidade, visto que muitas artesãs muito mais competentes do que eu já fizeram estes docinhos como chaveirinhos ou lembranças. Mas fica a dica:ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem

Guirlanda de Natal


Esta guirlanda foi feita com um pedaço de papelão ondulado, destes de caixas de mercadorias, recortado em forma de círculo usando um prato grande para a borda externa e um pires para a interna.
Forrei com pedaços de fita, colando-os com cola quente. Tirinhas de restos de fitas foram usadas também, coladas em pontos nos quais iriam ficar as figuras de feltro.
As figuras foram recortadas de retalhos de feltro, caseadas com linha de bordar e decoradas com miçangas, fitas, sianinhas e pedrarias. Usei cola quente para fixar as peças no lugar.
Para pendurar na porta, fiz um pequeno arco com sianinha vermelha, colada atrás da guirlanda.
Me inspirei nas danças de fitas, tão comuns no interior de São Paulo, para fazer esta guirlanda caipirinha.

Enfeites de feltro


Qualquer pedacinho de tecido que estiver sobrando pode virar algum enfeite nesta época do ano.
Aqui, mostro um “varal” que fiz com retalhos de feltro, pendurando meias e folhas. As figuras foram recortadas duplas e caseadas com linha de bordado, para dar acabamento.
Cole miçangas, ou costure recortes de sinos, ou aplique fitas e sianinhas (costuradas ou coladas com cola quente).
O “varal” é uma fita para presentes, dourada, e os pregadores de madeira foram pintados com guache e tinta dourada.

Serve para enfeitar um cantinho que está meio tristinho, no caso a coluna de minha cozinha.

E minha filha Heloisa também gostou da ideia e preparou seus próprios enfeites, para dar de presente.