Bacalhau Gratinado

dezembro13 045

Nossa querida chef Sandra Maria Furghieri Bylaardt, do blog Cozinha Santa, publicou uma postagem sobre dessalga rápida de bacalhau, juntamente com uma receita linda e deliciosa.
Aqui em casa, somente eu e minha filha Helena comeríamos o bacalhau, então comprei somente um pouquinho, uma bandejinha de retalhos de bacalhau para experimentar a dessalga de Sandra e fiquei impressionada com a facilidade do procedimento!Não fiz a receita de Sandra, que você vai encontrar no link abaixo:
http://cozinhasanta.blogspot.com.br/2013/12/bacalhau-de-forno-com-dessalga-ultra.html
…mas com o procedimento aprendido preparei meu bacalhau gratinado, que rendeu tanto que tive que congelar!
Os ingredientes são os de uma bacalhoada tradicional, porém substituí as azeitonas por fundo de alcachofras picados e o creme de leite por iogurte natural.
Meu bacalhau gratinado:
1 bandejinha de retalhos de bacalhau
500 g de batatas
1 cebola média picada
meio pimentão amarelo picado
meio pimentão vermelho picado
3 ovos cozidos duros picados
3 fundos de alcachofra picados
meia xícara (chá) de cheiro verde picado
4 colheres de óleo ou azeite
1 pote de iogurte natural
3 tomates picados
farinha de rosca misturada com queijo parmesão, para gratinar
Ferva em uma panela grande bastante água, desligue o fogo e mergulhe os retalhos de bacalhau, deixando-os no máximo por 5 minutos. Retire o bacalhau, aproveitando a água para cozinhar as batatas. Desfie o bacalhau, pique as batatas e reserve.
Refogue em uma panela grande a cebola, os tomates, o bacalhau desfiado, os pimentões, a alcachofra picada. Coloque uma xícara de água e deixe cozinhar um pouco (10 minutos), acrescentando o cheiro-verde. Prove o sal (provavelmente não será necessário corrigir). Acrescente o iogurte, os ovos picados e as batatas cozidas e picadas em cubinhos, dando uma leve mexida e já desligando o fogo.
Coloque essa mistura num refratário médio, alise e polvilhe farinha de rosca com parmesão. Leve ao forno médio alto (210ºC) para gratinar.
Se você quiser, pode substituir o iogurte por requeijão cremoso.
Se for congelar, é melhor não acrescentar as batatas, deixando como um recheio, que poderá ser utilizado em tortas e empadas.
Eu, assim como Sandra, “não acreditei muito” na dessalga rápida, mas funcionou bem e em 1h30min eu já estava com o prato preparado. Você também “não acredita muito”? Então faça como eu e compre uma bandejinha de retalhos de bacalhau (de boa qualidade, lógico!): você não vai perder nada e ainda terá um recheio delicioso feito em pouquíssimo tempo.
dezembro13 045

Anúncios

Peixe empanado

abril2013 079
Adaptei a receita passada por Palmirinha Onofre (pela qual tenho imenso respeito e admiração), em seu programa no canal Bem Simples. Palmirinha fez a receita com pedaços de frango, ligeiramente cozidos, os quais ela empanou com a mistura que se segue e os preparou no forno, evitando assim a fritura que tanto “nos atrapalha”.
A mistura para o empanado é a seguinte:
1 xícara (chá) de farinha de rosca (pão torrado e moído)
meia xícara (chá) de farinha de mandioca
1 xícara (chá) de fubá
1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado
1 xícara (chá) de biscoitos cream cracker triturados
Misture tudo e reserve.
Usei filés de peixe Saint Peter, que cortei em pedaços de mais ou menos 4 dedos (já viram este sistema de medida, o dedômetro?) e passei limão. Se não quiser usar sal, não é necessário, pois vai ficar saboroso do mesmo jeito. Deixe alguns minutos, para dar uma ligeira “cozida” no peixe e depois passe maionese, envolva na farinha reservada e coloque em uma forma com papel manteiga untado, levando ao forno médio alto por cerca de 30 minutos.
A maionese ajuda a grudar a mistura de empanar na carne do peixe, ok?
A receita da Palmirinha, que farei assim que possível, utilizava pedaços de sobrecoxa e peito de frango, ligeiramente cozidos (não cozinhar muito, para não ficar seco). Depois de frios, passar os pedaços em maionese e na farinha de empanar. O resto do processo é igual, mas o frango deve ficar uns 35 a 40 minutos no forno.
Gostei do resultado, pois não foram fritos, mas ficaram muito crocantes por fora e suculentos por dentro.

Macarrão de Forno – Lei de Lavoisier

Aquele que nunca teve um restinho de macarrão que sobrou, que atire a primeira pedra! Você vai jogar fora? De jeito nenhum! Incremente e leve ao forno. Como? Vou te ensinar:

Calcule a quantidade de macarrão que você dispõe, de maneira a não encher muito uma forma ou assadeira.
Coloque o macarrão numa tigela e acrescente 3 ovos batidos, 1 xícara (café) de leite, 1 xícara (café) de molho de tomates, 50g de queijo ralado e 100g de algum queijo mole (tipo golda, mussarela ou estepe) picadinho. É só misturar e colocar numa forma bem untada, assando em forno médio por cerca de 30 minutos, ou até começar a dourar. Sirva quente.
Se você tiver ervilhas, frango desfiado, presunto picadinho ou legumes cozidos, pode incrementar essa receita, simples e econômica.
E não tenha medo de parecer “brega”: reciclagem e economia estão na moda!