Truta na manteiga e mistura de cogumelos

Retornando às postagens, deixo uma sugestão para um almoço gostoso de domingo: TRUTA PUXADA NA MANTEIGA E MISTURA DE COGUMELOS.
setembro 016
Comprei 2 filés grandes de truta, que pesaram 600 g e foram partidos ao meio (então, quatro pedaços). Temperei com limão e pouco sal, deixando uns 15 minutos descansando.
Numa frigideira alta, coloquei cerca de 50 g de manteiga e mantive o fogo médio, “puxando” os filés de truta com a pela para baixo; com o auxílio de uma colher, banhei constantemente a carne do peixe para cozê-lo e não mexi nos filés até o momento de retirá-los (4 a 5 minutos).
setembro 013
Assim que terminou de fritar as trutas, desprezei a manteiga que restou e refoguei meia cebola picadinha e cogumelos picados, adquiridos em bandejas no supermercado com cogumelos paris+shimeji+shitake com 500 g ou 600 g. Temperei e provei o sal. Retirei e coloquei sobre os filés.
setembro 014
Para uma refeição deliciosa e colorida, prepare uma salada de rúcula, tomates cereja, salsão picado e manga Palmer em cubos.
setembro 017
E a sobremesa? Não abuse! Um delicioso sorbet de limão vai muito bem!
setembro 018

Anúncios

Peixe empanado

abril2013 079
Adaptei a receita passada por Palmirinha Onofre (pela qual tenho imenso respeito e admiração), em seu programa no canal Bem Simples. Palmirinha fez a receita com pedaços de frango, ligeiramente cozidos, os quais ela empanou com a mistura que se segue e os preparou no forno, evitando assim a fritura que tanto “nos atrapalha”.
A mistura para o empanado é a seguinte:
1 xícara (chá) de farinha de rosca (pão torrado e moído)
meia xícara (chá) de farinha de mandioca
1 xícara (chá) de fubá
1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado
1 xícara (chá) de biscoitos cream cracker triturados
Misture tudo e reserve.
Usei filés de peixe Saint Peter, que cortei em pedaços de mais ou menos 4 dedos (já viram este sistema de medida, o dedômetro?) e passei limão. Se não quiser usar sal, não é necessário, pois vai ficar saboroso do mesmo jeito. Deixe alguns minutos, para dar uma ligeira “cozida” no peixe e depois passe maionese, envolva na farinha reservada e coloque em uma forma com papel manteiga untado, levando ao forno médio alto por cerca de 30 minutos.
A maionese ajuda a grudar a mistura de empanar na carne do peixe, ok?
A receita da Palmirinha, que farei assim que possível, utilizava pedaços de sobrecoxa e peito de frango, ligeiramente cozidos (não cozinhar muito, para não ficar seco). Depois de frios, passar os pedaços em maionese e na farinha de empanar. O resto do processo é igual, mas o frango deve ficar uns 35 a 40 minutos no forno.
Gostei do resultado, pois não foram fritos, mas ficaram muito crocantes por fora e suculentos por dentro.

Peixe no “papelote”

peixe com legumes, preparado no vapor
Encontrei uma amiga que não comia carne há muito tempo e que agora voltou a comer peixe, embora ainda tenha uma certa restrição com o salmão (historinha engraçada, que depois desenho no blog da Olga e seus amigos).Conversamos sobre as diversas maneiras de preparar peixe sem fazer sujeita, fumaça, cheiro pela casa e aqui está a versão em “papelote”, bem saudável e fácil.
Como as versões sofisticadas dos bistrôs, só que com a simplicidade da comida caseira, você fará este peixinho em alguns minutos, utilizando uma cuscuzeira a vapor ou, como no meu caso, uma caçarola com água e um escorredor metálico de macarrão. Folhas de alumínio ao invés de folhas de papel manteiga farão o peixe ficar no ponto em 10 minutos.


Utilizei filés de peixe Saint Peter, pois não tem espinhas e a carne é firme, mas se preferir pode ser também peixe porquinho, pescada ou salmão.
Pimentões em tiras, salsinha em raminhos, talinhos de cebolinha, cenoura e cebola cortada a Juliana, sal, pimenta a gosto.Não esqueça de adicionar raspas de limão siciliano por cima do peixe. Sugiro colocar os vegetais por baixo do peixe, pois cozinharão adequadamente.
Coloque os papelotes no recipiente sobre a água, que estará fervendo e formando vapor e tampe. Mantenha por 10 a 15 minutos, retire e aprecie.
Ótimo para quem está fazendo regime!

Sashimi de peixe Saint Peter

Saint Peter
Saint Peter
Se você gosta de sashimi, de experimentar coisas diferentes e como eu não fez curso para se tornar uma “sushiwoman”, não deve deixar este peixe te escapar.
É mais barato que o atum ou o salmão e tem uma carne deliciosamente doce e firme, que contrasta muito bem com o wasabi.
Mesmo eu não vi dificuldades em fatiá-lo (na foto parece que as fatias ficaram grossas mas não estão tanto assim). Utilize a parte mais gordinha do filé e corte diagonalmente. Tenha em casa wasabi em pasta ou em pozinho e faça a festa, com bastante economia!