Macarrão com queijo e cogumelos (receita sem foto)

Macarrão sem queijo é igual a amor sem beijo.
Meus avós faziam um macarrão com muçarela derretida que a gente comia ajoelhado. Depois de grande, apareceram na TV as receitas americanas e o famoso mac&cheese deles, que é prático e funciona muito bem. Esta minha versão é também fácil e gostosa.
250 a 300 g de macarrão curto (tortinho, parafuso, gravatinha, caracol) de boa qualidade (não estou ganhando dinheiro com isso, mas a Barila tem um pacote mais popular que costumo comprar no dia a dia, pois está quase o mesmo preço que o nosso)
1 bandejinha de cogumelos frescos (ou outro de sua preferência)
meia cebola picada
1 lata de creme de leite
1 xícara (chá) de leite comum
100 g de queijo montanhês ralado (ou outro mole, como muçarela, estepe, gouda, prato…vai do momento e do bolso)
50 g de queijo parmesão ralado
3 colheres (sopa) de óleo
sal a gosto
Refogue no óleo a cebola picada.Pique os cogumelos e acrescente, refogue mais um pouco. Junte o creme de leite e os queijos e mexa para incorporar, mantendo em fogo médio. Junte o leite aos poucos para diluir um pouco o creme e se achar que está ainda muito grosso coloque mais leite.Prove o sal do creme e se necessário coloque um pouco mais (é preferível menos que mais!).
Enquanto está preparando o creme, cozinhe o macarrão em bastante água com um punha do de sal e quando estiver cozido mas firme retire.
Misture o creme de queijo ao macarrão e sirva quente.
*Quer colocar no forno e gratinar? Pode ser, espalhe um pouco de parmesão ralado por cima e leve ao forno quente (200ºC) por 15 minutos para gratinar.
**Falei do macarrão com muçarela, deu vontade? Então, cozinhe o macarrão curto (tortinho ou parafuso) e quando estiver “all dente” escorra quase toda a água do cozimento, mas deixe um pouquinho no fundo da panela (vai voltar ao fogo baixo), junte 300 g a 500g de muçarela que derreta bem, picadinha ou ralada, sobre o macarrão e misture delicadamente. Tampe a panela um minutinho para que o vapor da água que restou derreta o queijo. Eles (meus avós) não faziam com creme de leite, mas use de “licença poética” e acrescente, se gostar.
Mangia che te fa bene.

Anúncios

Chipa Paraguaia

chipa
Esta receita eu compartilhei de Roberto Erick, do site Tudo Gostoso, ao qual agradeço.
Minha filha apresentou um trabalho em grupo sobre a Região Centro Oeste do Brasil e os pais dos alunos deveriam preparar um prato da culinária local. Procurei a chipa e a achei muito parecida com o nosso pão de queijo mineiro. É facílima de fazer e rende bem.

INGREDIENTES:
2 OVOS INTEIROS (MÉDIOS)
400 G DE POLVILHO DOCE
100 G DE MARGARINA
15 G DE FERMENTO EM PÓ (1 COLHER DE SOPA)
500 G DE QUEIJO MINAS OU MEIA CURA RALADO (melhor)
SAL, SE O QUEIJO NÃO FOR SALGADO (+OU- 1 COLHER SOBREMESA)
+OU- 100 ML DE LEITE, PARA DAR O PONTO
MODO DE FAZER:
Coloque os ingredientes numa tigela, menos o leite.
Amasse e vá juntando aos poucos o leite, para dar o ponto de desgrudar das mãos.
Pré-aqueça o forno a 200 o C e unte várias formas (assadeiras baixas).
Modele as chipas em formato de meia lua ou ferradura, coloque na forma deixando espaço, pois crescem.
Asse por 20 minutos ou até ficarem levemente douradas.
Dependendo do tamanho rende 30 porções.

Obs:
Experimente com polvilho azedo misturado ao doce (meio a meio).

Torta com fatias de pão (para os dias de preguiça)

abril2013 258

abril2013 253

abril2013 254

abril2013 256
Quem já fez sabe como isso quebra um galho na hora que a gente está com preguiça, ou não está a fim mesmo de abrir massa de torta. Não é novidade, é receita bem “retrô”, mas compartilho com vocês.
É só ajeitar fatias de pão na forma, de maneira a cobrir as laterais e o fundo, preenchendo todos os buraquinhos. Aqui, usei seis fatias do pão “12 grãos da Nutrella” (mais 1 para o fundo e pedacinhos), que é macio mas firme (é importante ser firme).
Meu recheio: muita cebola picadinha e refogada, cogumelos shitake (1 bandeja) e champignons picados (1 pacotinho), salsinha, meio tomate picado, 200g de queijo fresco esmagado, 200g de queijo meia cura ralado, 2 ovos inteiros e 1 envelope de sopa de cogumelos Vono (aquela de tomar na caneca). Misture tudo, coloque sobre as fatias de pão na forma e leve para assar por cerca de 35 minutos, ou até firmar o recheio.
Faça com seu recheio preferido: frango refogado, queijo, legumes, etc.

Queijinho caseiro tipo Ricota

janeiro 2013 058
Uma maneira prática e rápida de se obter um pouco de queijinho parecido com ricota.
Ingredientes:
1 litro de leite integral de boa qualidade
meia xícara de suco de limão ou de vinagre de arroz ou maçãs
Preparo:
Coloque o leite para ferver e assim que ele começar a subir jogue o suco de limão ou o vinagre, mexa, mantenha alguns segundos e deligue. Vai coalhar. Coe numa peneira fina ou num pano de gaze, eliminando o soro.
Vai render pouco queijinho, porém será muito saboroso (pouco mais de 1 xícara de chá).
Pode-se temperar com sal ou ervas de sua preferência, fazendo um patê ou utilizando em recheios de tortas (doces ou salgadas).
Obs: Preparei uma receita desta ricota hoje com o leite integral marca Paulista (veja imagem à esquerda) e não rendeu absolutamente nada. Não conformada, preparei outra receita, desta vez com leite integral da marca Mu Mu (veja a diferença, à direita), que me rendeu o dobro!! Ou seja, “leites integrais” nem sempre são “integrais” e nem “leites” e marcas que antes confiávamos agora têm que ficar sob a nossa mira.

Massa para salgadinhos (empadinha, mini quiche, meia-lua)

dezembro12 091 Novamente a Revista Nestlé com Você (junho 2012) me deu uma ótima receita, que repasso e recomendo.
É uma massa de salgadinhos (empadinha, meia-lua, mini quiche, mini empada) muito leve e deliciosa de se trabalhar

dezembro12 090Fiz 4 mini quiches de 12 cm de diâmetro e 10 empadinhas pequenas fechadas.
Meus recheios foram de fundo de alcachofra refogado e queijo caseiro tipo ricota temperada (veja no final na postagem).

A receita original da Cozinha Nestlé:
1 pote de iogurte natural integral
2 gemas
200g de manteiga gelada picada (cerca de 1 xícara de chá)
Meia colher (sopa) de Fondor
4 xícaras (chá) de farinha de trigo
Misture os ingredientes, acrescentando a farinha aos poucos até a massa desgrudar das mãos.
Embrulhe em filme plástico e leve para a geladeira para descansar por 6 horas.
Abra a massa em superfície enfarinhada e corte em círculos com um cortador, para formar as meias-luas, empadas ou mini quiches.
Forre forminhas de empada com a massa (não precisa untar as formas), coloque 1 colher (chá) de recheio, feche com uma tampinha de massa, aparando as bordas com os dedos, pincele gema de ovo e leve a assar em forno pré aquecido (180ºC) por 30 minutos ou até dourar.
Rende 30 meias-luas, 40 mini quiches e 30 mini empadas.
Minhas considerações:
Não coloquei o Fondor e nem sal na massa.
Deixei menos tempo a massa na geladeira (5 horas), mas é importante não manusear muito a mesma, para não ficar borrachenta, misturando com a ponta dos dedos.
Depois de recheadas, tampadas e pinceladas com gema batida, coloque as forminhas em uma assadeira. Se forem de tamanhos diferentes, coloque sempre as maiores antes (10 minutos ou mais) e só depois as menores, para assarem juntas.
Recheio:
Fundos de alcachofra refogados
dezembro12 093
200 g de fundos de alcachofra congelados, picados bem miudinho (como se fosse palmito picado)
1 tomate grande picado, sem sementes
2 ovos cozidos duros, picados
3 colheres (sopa) de salsinha picada
1 colher (sopa) de manjericão picado
1 cubinho de caldo de legumes ou de galinha
3 colheres (sopa) de óleo
1 colher de amido de milho (maisena)
1 xícara (chá) de leite
Refogue no óleo os ingredientes acima na ordem em fogo brando, mexendo sempre. Coloque o amido dissolvido no leite no final e ainda mexendo, deixe até engrossar um pouco. Reserve e empregue frio.
Queijo caseiro cremoso:

dezembro12 095
Prepare com antecedência o queijinho tipo ricota, levando para ferver 1 litro de leite integral. Assim que começar a subir, diminua o fogo e jogue 1 xícara (café rasa) de vinagre branco ou suco de limão, mexendo rapidamente. Vai talhar. Desligue o fogo e deixe alguns minutos, coe numa peneira fininha (ou em um tecido de gaze) para retirar o soro. Depois é só empregar. Para 1 litro de leite integral você irá obter cerca de 1 xícara a 1 e meia xícara (chá) de queijo (dá um ótimo patê, quando temperado!).
Numa panela, coloque 2 colheres (sopa) de óleo e dissolva 1 cubinho de caldo de galinha ou legumes. Despeje o queijinho e misture com salsinha picada. Coloquei cerca de 150 g de queijo fresco que eu tinha, picado em cubinhos,depois também adicionei 1 colher de amido de milho (maisena) dissolvida em 1 xícara (chá) de leite, misturei até engrossar um pouco e reservei.
Sobre os dois recheios (e antes de fechar a quiche) coloquei um pedacinhos de blanquet de peru, mas é opcional.

Cheesecake de chocolate com chantilly

cheesecake de chocolate, by Cybele
Para esta torta fácil de fazer você vai precisar:
50g de biscoitos tipo fibrocraker
80g de biscoitos maisena
80g de manteiga derretida
Bata no processador de alimentos os biscoitos e depois acrescente a manteiga derretida, para formar uma farofinha úmida (se necessário, acrescente 1 colher de sopa de água, mas não exagere).
Unte uma forma de aro removível (23 cm) e cubra o fundo e as laterais com papel manteiga, também untado.
Forre o fundo da forma com a farofinha, apertando um pouco com as costas de uma colher para acertar. Leve ao frezeer o tempo em que prepara o creme:
200g de requeijão cremoso (1 pote)
220g de creme de queijo minas (gostei do Tirolês)
1 caixinha ou 1 lata de leite condensado (395g)
4 colheres (sopa) de cacau em pó
1 envelope de gelatina em pó sem sabor, dissolvida em meia xícara (chá) de água e levada ao microondas por 15 segundos em PA para amolecer.
gotas de essência de sua preferência (sugiro laranja ou café)
Bata no processador os ingredientes e despeje o creme sobre a base de biscoitos da torta.Leve por 5 minutos ao freezer e depois deixe terminar de endurecer na geladeira por 1 a 2 horas.
Ainda na forma, cubra com uma generosa camada de chantilly estabilizado (a Sandra, da Santa Gastronomia já ensinou como se faz, vão lá que vocês aprendem) ou aqueles nosso amigos que nunca desandam (Hu-lá-lá, Amélia, Vigor, Fleischman,…). Deixe mais 1 hora na geladeira e depois desenforme com cuidado, retirando delicadamente o papel das laterais.
A base de biscoitos com mistura de biscoitos doce + fibrocracker quebram o doce excessivo de muitas massas por aí e dão uma “crocância” que contrasta com o creme (nossa! estou parecendo os juízes do Masterchef Austrália falando…). O creme de queijo minas e o requeijão também contrastam com o doce do leite condensado.

Torta de Espinafre e Queijos

Torta de Espinafre e Queijos, by Cybele


Já publiquei em março/2011 quatro receitas de tortas salgadas, uma inclusive com ricota e espinafre, porém esta ficou muito interessante e quero compartilhar a receita com você.
Massa básica para torta:
300g de farinha de trigo + um pouco para enfarinhar a superfície de trabalho
160g de margarina
1 ovo
1/2 colher (chá) de sal
Misture no processador de alimentos ou com a ponta dos dedos para dar liga (não trabalhe muito a massa), embrulhe em filme plástico e deixe na geladeira pelo tempo que prepara os recheios (30 minutos).
Recheio de espinafre:
1 maço de espinafres frescos, lavadas as folhas e cozidas apenas na água que ficaram nelas, por alguns minutos. Esprema, pique o espinafre e reserve.
Refogue em cerca de 2 colheres (sopa) de óleo meia cebola ralada e se gostar meio cubinho de caldo de legumes. Coloque o espinafre, prove o sal, refogue um pouco e retire do fogo. Se ainda formar água do refogado, escorra.
Recheio de Queijos:
1 pote de queijo quark (mais azedo quando ao natural, lembra um iogurte forte)
1 pote (200g) de coalhada
cerca de 1 e 1/2 xícara de queijo meia cura picado em pedaços
2 colheres (sopa) de queijo parmesão
2 ovos
Bata tudo no processador ou no liquidificador até ficar homogêneo. Reserve.
Preparo:
Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma de aro removível para torta (baixa).
Abra a massa sobre superfície enfarinhada e se necessário coloque um pouco de farinha na massa para não grudar. É uma massa macia e fácil de trabalhar. Faça um círculo maior que a parte mais larga da forma (borda), ajeite a massa, apare as bordas com o próprio rolo (reserve as sobras de massa), fure todo o fundo e laterais (para a massa não levantar ao assar), cubra levemente com um laminado e asse por 10 minutos.
Retire do forno, mas não o desligue, coloque o recheio de espinafre refogado e o de queijo por cima; polvilhe queijo ralado, coloque um trançado feito com o restante da massa e leve a assar por 40 minutos, até gratinar a superfície. Não pincelei com gema (nem precisou).

Torta mousse de uva

Preparada a base com biscoitos triturados, colocado um recheio cremoso e geladinho, eis uma sobremesa fácil e rápida, leve e muito saborosa. Quer variar? Ao invés de uvas faça com maracujá, ou suco de manga, ou de pêssego, ou…

Torta mousse de uva

Massa:
200g de biscoitos de leite (gosto da marca Piraquê)
80g de manteiga gelada
Triture no processador de alimentos e espalhe a farofa obtida no fundo e laterais de uma forma de torta de aro removível. Leve à geladeira enquanto prepara o recheio.
Recheio:
300g de nata (creme de leite mais consistente)
1 envelope de gelatina em pó, dissolvido em 1/2 xícara (chá) de água morna e levada ao microondas por 20 segundos em PA.
250ml de suco de uvas de boa qualidade (usei o Sinuelo e ficou com aroma de vinho)
Caso o seu suco de uvas não tenha açúcar e se desejar adoçar, acrescente 1 colher (sopa) de açúcar
1 copo de requeijão cremoso suave ou 200g de creamcheese.
Bata tudo no liquidificador ou processador. Coloque o recheio sobre a base de biscoitos e retorne a torta à geladeira para firmar (2 horas).
Cobertura:

uvas de sua preferência (Rubi, Itália, etc), lavadas, retiradas as sementes e cortadas ao meio.
1 pacote de gelatina de uvas, preparada apenas com 350ml de água (para ficar firme sobre as uvas.
Quando o recheio estiver firme, comece a decoração da torta pelo centro, criando desenhos (flores, estrelas, espirais,…). Coloque às colheradas a gelatina sobre as uvas, de modo a cobrí-las parcialmente, e retorne à geladeira para endurecer.
Fica melhor de um dia para o outro, quando sai mais fácil da forma, fica mais firme.
E conforme sua imaginação mandar, substitua o suco de uvas por 200ml de suco de maracujá concentrado, experimentando o açúcar a seu gosto. Ao invés de uvas, decore com as sementes do maracujá.
Da mesma maneira, use também suco de pêssego (250ml) ou manga(250ml) ou igual medida de morangos triturados, decorando com as respectivas frutas.
Não encontro mais no Brasil gelatina de laranja, mas deve ficar muito bom também.

Torta de Coalhada (Dr.Oetker – 1934)

torta de coalhada

Esta é uma versão simplificada de um cheesecake, copiada de um livro de receitas de minha avó.
Massa:
60g de açúcar
150g de farinha de trigo
1 ovo
100g de manteiga sem sal gelada, cortada em cubinhos
1 colher (sopa rasa) de fermento em pó
água gelada se necessário para dar o ponto
Misture os ingredientes com a ponta dos dedos ou processe no processador até dar o ponto; abra a massa com a mão na forma untada de torta (se necessário, polvilhe sobre a massa um pouco de farinha, pois facilita espalhar na forma).Reserve.
Recheio:
500ml de coalhada, escorrido o soro
200g de açúcar
2 ovos separados, claras em neve
60g de amido de milho (maisena)
1 caixinha de creme de leite (200g)
1 colher (sopa) de essência de baunilha
150g de passas demolhadas ou avelãs trituradas
Misture a coalhada com o açúcar, as gemas e a baunilha; dissolva a maisena no creme de leite e incorpore. Junte as passas (ou as avelãs) e por último e delicadamente as claras em neve.
Montagem:
Preaqueça o forno à temperatura média, coloque o recheio sobre a massa crua e leve ao forno por cerca de 40 minutos (20 minutos em 180ºC e 20 minutos mais baixa temperatura, até começar a firmar e dourar a cobertura).
Retire do forno e deixe esfriar. Melhor servida geladinha. Ela fica mais cremosa e suave que a de ricota, muito boa mesmo!

Cheesecake com Abóbora e Amendoim

 

by Cybele

Quando pensei nesta torta, quis colocar ingredientes relativamente fáceis de encontrar: a abóbora e o amendoim torrado. A querida ricota entra na nossa culinária a cada dia, por influência dos imigrantes, mas garanto que se ela fosse inventada no Brasil teria sido lá pelas bandas de Minas Gerais. O bom queijo fresco batido com creme de leite pode substituir a ricota nesta receita, mas eu particularmente prefiro esta.
Massa:
300g de farinha de trigo
170g de manteiga fria
3 colheres (sopa) de açúcar
4 colheres (sopa) de água gelada (dependendo de sua farinha, dose a água).
Passe no processador, amasse para ligar, embrulhe no papel filme e gele por 30 minutos.
Recheio:
900g de abóbora cozida em pouca água
1 xícara (chá) de amendoins torrados, sem casca, triturados ou inteiros
4 colheres (sopa) de açúcar
1 pitada de cravo moído
Passe no processador para tornar um purê e reserve. Os amendoins aparecerão neste purê.
400g de ricota
200g de creme de leite (1 caixinha)
3 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de essência de baunilha
Bata no processador e reserve.
Açúcar e canela para polvilhar.
Preparo:
Pré-aqueça o forno a 200ºC e unte levemente uma forma de fundo removível para torta (baixa).
Abra a massa em superfície enfarinhada, com rolo também enfarinhado. Ela é mais frágil, por isso termine de arrumar a massa na forma com os dedos, acertando as bordas. Fure toda a massa, para não levantar bolhas, e coloque os cremes de ricota e de abóbora, alternando os montinhos, conforme a foto, ou coloque a abóbora por baixo e a ricota por cima.

Leve para assar por cerca de 40 a 50 minutos, até a borda começar a ficar dourada. Quando pronta e morna, polvilhe açúcar e canela.

Se quiser, pode colocar um suspiro feito com 1 clara de ovos batida em neve com 5 colheres (sopa) de açúcar, levando ao forno para dourar levemente.