Torta salgada com massa de batatas

janeiro15 005 janeiro15 004
Já havia feito o Rocambole de Batatas (receita neste blog) e experimentei usar a mesma massa para fazer como torta e ficou muito bom.
Massa:
1 kg de batatas, cozidas com casca e espremidas como que para purê (reserve 1 xícara de purê para o recheio)
2 xícaras (chá) de farinha de trigo+1 xícara de amido de milho (maisena)
1 colher(chá) de sal
1 colher (sobremesa) de fermento em pó
1 gema (reserve a clara para o recheio)
Misture tudo à batata amassada fria e reserve, enquanto prepara o recheio.
Recheio:
1 maço de espinafre, lavado e cozido somente no vapor da própria água que fica nas folhas(*)
metade de um pimentão vermelho pequeno picadinho
metade de um pimentão amarelo picadinho
1 cebola média picadinha
1 xícara (chá) de cheiro-verde (salsinha+cebolinha) picado
400 g de requeijão cremoso (usei o Tirolês)
1 xícara (chá) do purê de batatas (reservado)
2 colheres (sopa) de maisena diluída em um pouquinho de água ou leite
1 colher (chá) de sal
2 claras de ovos, batidas em neve (reserve uma gema para pincelar a torta)
3 colheres (sopa) de óleo, para refogar
Refogue os vegetais no óleo, na ordem: cebola, pimentões, espinafre picado, purê de batatas. Adicione o cheiro-verde picado, mexa; adicione o requeijão, mexa; adicione a maisena diluída, mexa e retire do fogo. Bata as 2 claras de ovos em neve e junte ao recheio delicadamente, primeiro 1/3, misture e depois o restante. Prove o sal e reserve.
Preparo:
Pré-aqueça o forno a 200ºC (médio), forre uma forma de aro removível com papel manteiga ou laminado, untado.
Abra a massa em superfície enfarinhada, verificando se está firme o suficiente, mas não dura, para ser colocada na forma e retire 1/3 desta massa para a cobertura da torta (se necessário coloque mais farinha, mas aos poucos); forre a forma com os 2/3 de massa restantes, ajudando com os dedos a nivelar as laterais se necessário. É uma massa parecida com a de nhoque firme. Deixe as laterais com “três dedos de altura” (medida do olhômetro!).
Recheie com o creme de vegetais preparado e morno; abra o restante da massa, coloque sobre o recheio e aperte as bordas, selando a torta. Pincele com a gema de ovo batida, faça alguns furos no topo com o garfo e leve para assar por cerca de 50 minutos.
Sirva morna.
Notas:
Minha forma de aro removível ainda é aquela que enferruja fácil, fácil, por isso, assim que possível, eu retiro as tortas preparadas, pois senão a massa fica com gosto ruim. Se a sua forma também for assim, não se esqueça de forra-la muito bem e retirar a torta assim que possível.
Algumas pessoas gostam de refogar também os talos picadinhos do espinafre; eu não gosto do sabor, mas fica a seu critério.
Experimente sempre o sal: é preferível colocar de menos a se arrepender depois!
Como já escrevi acima, esta massa é muito boa para fazer o Rocambole de batatas e o recheio fica por conta da sua vontade.

Anúncios

O que fazer com as sobras da ceia? Pastelão!

dezembro14025 Sobras de frango, peru ou mesmo carne podem ser reaproveitadas de uma maneira bem gostosa, em um prato único para um almoço ou jantar descontraído.
A massa eu já postei, é a minha de pastelão, mas para quem não quer procurar, aqui vai:

Pastelão de Frango e Legumes
Massa:
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de amido de milho (maisena)
100g de manteiga ou margarina sem sal + 20g de gordura vegetal (ou 120g de manteiga)
2 gemas
2 colheres(chá) de fermento químico em pó
3/4 de xícara (chá) de leite morno
1 pitada de sal
1 colher (sopa) de queijo ralado (opcional
Com exceção do leite morno, coloque todos os ingredientes no processador, para formar uma farofa; retire, coloque numa tigela e acrescente, aos poucos, o leite morno, sentindo o ponto. A massa não deve ficar molenga, muito menos passar do ponto e ficar dura; ela fica com uma consistência bem macia. Embrulhe em papel filme e reserve na geladeira por uns 30 minutos.
Enquanto isto, prepare o recheio e aqueça o forno a 180ºC.
Recheio:
Sobras de frango (ou peru, ou carne desfiada), o equivalente a um prato fundo de sopa
1 pote de requeijão Danone (200g) ou catupiry
as 2 claras que sobraram
1 abobrinha pequena ralada no ralador grosso
1 cenoura pequena também ralada
1 cebola média, picadinha
1 tomate picadinho
Cheiro-verde picado se gostar
1 colher (sopa) de amido de milho (maisena)
1 colher (chá rasa) de sal
3 a 4 colheres (sopa) de óleo
Refogue na ordem a cebola, a cenoura, a abobrinha, o tomate, as sobras de frango, misturando.Coloque o sal, prove, tire do fogo, junte o requeijão, as claras, a maisena e misture. Reserve.
Preparo:
Abra a metade da massa em superfície levemente enfarinhada e forre uma forma média de torta, fure com o garfo o fundo e as laterais, cubra com papel laminado (alumínio), coloque feijões e asse por uns 15 minutos. Retire o papel com os feijões, recheie, abra a outra metade da massa e cubra o pastelão, trabalhando as bordas (pode apertar uma massa contra a outra e se houver sobra de massa, fazer um cordão para o acabamento). Pincele com gema de ovo batida, faça alguns furinhos no topo e leve para assar por 30 minutos, ou até dourar.
dezembro14023
Por que pré-assar com laminado e feijões? Para que a massa de baixo não fique crua, quando o pastelão estiver dourado.
Caso não tenha amido de milho na hora de fazer o pastelão, pode-se usar somente farinha de trigo, embora a massa não fique tão fofinha.

Pavê de biscoitos Oreo

dezembro14 007
Mais fácil que este, só dois deste!
280g de biscoitos Oreo (2 pacotes de 140g), picados grosseiramente
300ml de creme para chantily Amélia
200g de requeijão (Usei o Danone e aprovei)
1 colher (sopa) de essência de baunilha
Bata o chantily até dobrar o volume e acrescente o requeijão e a baunilha, batendo mais um pouco até ficar firme.
Alterne numa travessa média as camadas de creme (3) com as de biscoito picado (2) e decore com raspas de chocolate.
Só isso!